A menina que queria estudar

É preciso garantir que as crianças e adolescentes possam exercer o direito de irem pra escola, estudar! A Comunidade de Pedreira, na Floresta Nacional do Tapajós, considerando esse direito e baseada na própria realidade, produziu durante a Oficina de Vídeo com Celulares o curta “A menina que queria estudar”.

Conduzida por Bob Barbosa e Gabriel Abreu, a Oficina foi precedida na comunidade por debates sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, promovidos pela equipe de Arte Educação do Projeto Saúde & Alegria, que realizou as atividades com o apoio da Fundação Telefônica.

Os próprios comunitários, que gravaram as cenas com celulares, também editaram o vídeo, agora ponto de partida para refletirmos sobre a necessidade de garantir-se o direito à Educação, mesmo em comunidades, como a de Pedreira, que vivem da agricultura familiar.

Vídeo produzido pelo Projeto Saúde e Alegria, através da Rede Mocoronga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *