Educação no Trânsito

1993 – Iniciaram as campanhas em parceria com o Departamento de Trânsito do Pará (DETRAN-PA).

1995, 1997, 1997, 2000 – Em parceria com o DETRAN-PA e o Grupo Especial de Trabalho para Redução de Acidentes de Trânsito – GETRAT foram desenvolvidas diversas ações educativas de prevenção a acidentes de trânsito. Indo ao encontro de milhares de pessoas em diversas localidades (praias, escolas, praças, ruas, estradas), foram levadas mensagens educativas, apresentações artísticas de teatro e teatro de bonecos com grandes bonecões, simbolizando guardas de trânsito acompanhados da cobra-grande e do folclore paraense.

Julho/1993 – Belém, Mosqueiro e Salinópolis – Campanha de Verão.

Setembro/1993 – Belém – Semana do Trânsito (1.050 crianças de 07 a 12 anos de escolas do Ensino Fundamental).

Setembro/1995 e 1997 – Belém – Semana do Trânsito (visitas a escolas do Ensino Fundamental).

Julho/1999 – Belém, Salinópolis e Bragança – Campanha de Verão;

Janeiro e fevereiro/2000 – Belém – Programa Pacto Pela Vida no Trânsito e durante o ano de 2000 vários eventos comemorativos, como o aniversário da Polícia Rodoviária, passeios ciclísticos e outros.

2003 – Campanha de Educação no Trânsito Trabalhamos nos balneários de Salinas e Mosqueiro, onde a temática abordada foi Educação de Trânsito. Como elemento cenográfico, o carro-som Trio Elétrico Beija-Flor foi transformado numa grande barca, pois na região do Estado do Pará um dos meios de transporte muito usado pela maioria da população é o barco. O objetivo era criar um elemento de identificação cenográfica com os veranistas, e a partir daí chamar atenção da população para questões relevantes no trânsito. Como forma de divulgação e valorização da cultura local, a ênfase foi para as músicas e danças regionais como siriá, lundu, xote, carimbó, entre outros, através do grupo Pará Folclórico Filhos da Terra.