Live marca lançamento do livro infantil “O defensor da floresta”

Na manhã do último domingo (18), Dia Nacional do Livro Infantil, uma programação virtual animou o lançamento do livro gibi “O defensor da floresta”, de José Arnaud. A obra, que narra a história do Curupira, personagem muito conhecido das lendas amazônicas, foi ilustrada por Gizandro Santos e Endy Brito e editada pela Rádio Margarida.

A live foi conduzida pelo palhaço Misteroco, que recebeu o autor do livro para uma entrevista especial. José Arnaud falou sobre como a história narrada, que traz essa mensagem do viver em harmonia com a natureza, perpassa pela sua história pessoal de vida. Quando criança, ele viveu no vilarejo do Juaba, interior do município paraense de Cametá, com sua bisavó, inspiração para a escrita do livro. Foi lá que ele ouviu essa e outras lendas amazônicas.


Leia também:

Rádio Margarida lança como editora livro infantil sobre lenda amazônica do Curupira


A programação contou também com teatro de bonecos, que apresentou os personagens do caçador e do Curupira, e com a participação de Andréa Cozzi, contadora de histórias, que ressaltou a necessidade da obra estar disponível nas escolas. “A relação da criança com o livro é essencial. Há uma tríade que compõe esse universo da palavra: a oralidade, a leitura e a escrita. E o livro está nessa tríade, porque traz essas experiências com a oralidade vividas pelo Arnaud na infância dele”, comentou Andréa. Ela explica que a leitura é um direito das crianças e que se torna ainda mais importante quando traz elementos do universo regional. “As nossas crianças precisam ter acesso à leitura, principalmente se ela fala de um lugar que é muito caro para nós, que é o imaginário amazônico”.

Participação da contadora de histórias Andréa Cozzi, do Mocohan, grupo de contadores e contadoras de histórias.

José Arnaud, que também é técnico pedagógico e professor formador na equipe de Educação Infantil do Município de Belém, falou ainda sobre a importância de levar a criança para o universo da literatura no caminho da alfabetização. “Despertar esse interesse da criança pela leitura faz parte desse processo de alfabetização. E não só das crianças de 5 ou 7 anos, mas desde os bebês. Quanto mais cedo a crianças têm acesso ao livro, mais interesse ela vai ter pela leitura e pela escrita depois”, comentou o autor.

Perdeu a live? Você pode assistir a programação na íntegra no nosso canal do YouTube:

Como adquirir o seu

Um diferencial na produção do livro é que foi todo impresso em papel reciclato, ou seja, feito com 75% de material reciclado, minimizando os impactos ao meio ambiente.

Para adquirir exemplares do livro, basta entrar em contato com o autor pelo número (91) 98040-1450. O valor é R$ 25.

De acordo com Arnaud, em breve os livros estarão disponíveis nas livrarias e bancas de revista de Belém. A ideia é levar futuramente para outras cidades e estados e também lançar um e-book.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *