Estudo revela o cenário do acesso de crianças e adolescentes à internet

Não é novidade que a atual geração de crianças e adolescentes vive conectada ao mundo digital. Também já não nos surpreendemos com as desigualdades de acesso quando falamos das diferentes regiões do Brasil e das classes sociais. A pesquisa TIC Kids Online Brasil 2019 relevou um panorama do cenário nacional de acesso à internet por parte da população de 9 a 17 anos. Entre os dados divulgados, estão o acesso por região, a mediação dos pais e responsáveis e o tipo de conteúdo acessado.

A pesquisa foi realizada no período imediatamente anterior à pandemia da COVID-19: entre outubro de 2019 e março de 2020.

Confira a seguir um resumo do resultado da pesquisa.

Conectividade e Exclusão Digital

Em 2019, 89% da população entre 9 e 17 anos era usuária de Internet no Brasil, o que equivale a cerca de 24 milhões de crianças e adolescentes na faixa etária investigada. Porém, uma parcela significativa ainda vive num cenário de exclusão digital.

Por que aparelho acessam

O telefone celular é o principal dispositivo de acesso à rede: o aparelho foi utilizado por quase a totalidade das crianças e dos adolescentes conectados (95%). Outras duas tendências se destacaram:

  • O decréscimo no uso do computador, cuja proporção passou de 44% em 2018 para 38% em 2019;
  • O crescimento acentuado do uso da televisão para acesso à Internet (25% em 2017, 32% em 2018 e 43% em 2019).

Orientação de pais e responsáveis para o uso da internet

  • 77% das crianças ou adolescentes têm pais ou responsáveis que declararam ensinar jeitos de usar a Internet com segurança;
  • 57% que sentaram junto enquanto a criança ou o adolescente usava a Internet, conversando ou participando do que estava fazendo;
  • 55% que ajudaram a fazer alguma coisa na Internet que a criança ou o adolescente não sabia como fazer.
  • 55% das crianças têm pais que verificavam os amigos ou contatos adicionados às suas redes;
  • 50% que verificavam o histórico de registro dos sites visitados;
  • 48% que verificavam suas redes sociais.

 

Tipos de conteúdos acessados

Do total de usuários de 9 a 17 anos, 83% assistiram a vídeos, programas, filmes ou séries na Internet; 76% pesquisaram para trabalhos escolares; e 68% utilizaram redes sociais. Uma parte dessas crianças e adolescentes também teve contato com conteúdos caracterizados pela pesquisa como “sensíveis”:

  • 22% teve contato com cenas de violência na internet;
  • 15% buscou formas para ficar muito magro(a);
  • 15% pesquisou formas de cometer suicídio;
  • 10% pesquisou experiências ou uso de drogas.

 

Segundo o TIC Kids Online, foram entrevistados 2.954 crianças e adolescentes e 2.954 pais ou responsáveis em todo o território nacional. Os dados foram coletados por meio de entrevistas com abordagem face a face, com aplicação de questionário estruturado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *