Saiba onde votar para Conselho Tutelar

Matéria: Camila Leal
Edição: Élida Cristo Miranda

As eleições para definir quem serão os conselheiros tutelares pelos próximos quatro anos ocorrem no domingo, 06 de outubro. É um momento de grande importância para definir quem estará na luta pelos direitos das crianças e adolescentes em todo o país. Em Belém, são 80 vagas disponíveis, sendo 40 para titulares. Em cada um dos 8 Distritos Administrativos da capital paraense, serão eleitos os cinco mais votados.

Infográfico produzido pela Rádio Margarida 

Segundo reportagem feita pela BBC News, algumas igrejas tentam eleger representantes, principalmente para controlar a abordagem de questões de gênero e sexualidade nas escolas. Pelo fato do voto ser facultativo, candidatos apoiados por organizações capazes de engajar mais eleitores saem na frente, o que preocupa entidades de defesa de direitos de crianças e adolescentes.  

Não deixe de se informar e votar consciente. Nossas crianças e adolescentes precisam de representantes que lutem e garantam seus direitos. 

Onde votar?
No site do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Belém (COMDAC), você pode consultar seu polo de votação a partir do número do título eleitoral ou pelo seu próprio nome, data de nascimento e nome da mãe. Além de informar o local da votação, você fica sabendo por qual distrito administrativo irá votar (DABEL ou DAMOS, por exemplo). 

Além disso, o site informa os nomes de todos os candidatos por Distrito Administrativo. Dessa forma, antes de votar, você pode pesquisar mais informações sobre os candidatos a conselheiros do seu distrito e o que apresentam como propostas em suas campanhas. 

Confira aqui seu polo de votação.

Confira a lista de candidatos por distrito.

Saiba mais

Em matéria anterior, intitulada “Vamos falar sobre eleição para Conselho Tutelar?”, explicamos sobre o papel do conselho tutelar, as divisões dos conselhos pelos oito distritos administrativos e uma cartilha explicativa sobre como votar, feita pela Fórum dos Direitos da Criança e do Adolescente do Pará, em parceria com a OAB/PA.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *