Comitê realiza oficina de enfrentamento à violênia sexual contra meninos e meninas

O Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes do Pará realizou, nesta quarta-feira, 20, no auditório do Ministério Público, em Belém, uma oficina de combate ao abuso e exploração sexual contra meninos e meninas. A programação, destinada principalmente aos agentes do sistema de garantia de direitos das regiões Metropolitana e do Guamá, teve como objetivo mobilizar esses agentes para a criação dos planos municipais de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes. Estiveram também presente durante todo o evento, representantes dos municípios de Breves e Paragominas, Cametá, Marabá,Tailândia,Santa Cruz do Ararí e também jovens do Movimento República de Emaús. De acordo com os organizadores da oficina, a participação de adolescentes e jovens é importante nesse tipo de mobilização por estimular o protagonismo infanto-juvenil.

Durante a programação foi apresentado o Plano Estadual, elaborado por representantes de instituições que fazem parte do Comitê. O Plano foi apresentado pela coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude do Ministério Público, Drª Mônica Freire e pela delegada da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis da Polícia Civil, Simone Edoron, que mencionaram as dificuldades, mas também os pontos positivos encontrados na elaboração do documento. Após a apresentação, os participantes puderam fazer perguntas sobre a confecção do Plano Estadual, assim como sobre suas diretrizes. Também foi convocada a fazer parte da mesa de apresentação, a representante do ponto focal jovem do Comitê, Layane Silva.

A segunda mesa, intitulada “Fortalecendo a Rede Local de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes” teve como facilitador o Promotor de Justiça da Infância e Juventude de Ananindeua, Dr. Carlos Eugênio Rodrigues dos Santos. Também durante esta mesa houve espaço para debate com o público e esclarecimento de dúvidas.

No período da tarde, foi realizada a terceira mesa intitulada “Como se constrói um Plano de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes”, com Genésio Oliveira, do Centro de Assistência Social La Salle e membro da Comissão Municipal de Enfrentamento da Violência Sexual de Altamira. Genésio utilizou como exemplo na sua fala a experiência na construção do Plano Municipal de Altamira e detalhou os passos que foram seguidos para a elaboração do plano naquele município. Após a mesa três houve a divisão dos grupos para a parte prática da oficina.

Os participantes foram divididos em dois grupos onde foi utilizada a metodologia de construção conjunta para um plano municipal, onde ao mais e 25 municípios exercitaram em conjunto a construção dos 6 eixos do plano.

Ao final da oficina a avaliação dos participantes foi excelente, relatando a importância de um evento desta natureza para dar suporte aos municípios na construção do Plano municipal de enfrentamento a violência sexual contra crianças e adolescentes, bem como para a garantia de direitos de crianças e adolescentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *