Encontro Popular da Juventude do Campo e da Cidade

O que a juventude do campo e da cidade tem em comum, quais são as suas principais demandas?

Essas e outras questões, é o que pretende responder o Encontro Popular da Juventude do Campo e da Cidade, que acontece no período de 28 à 31 de janeiro, na Universidade Federal Rural da Amazônia – UFRA.

Educação, cultura, saúde, violência, trabalho, políticas públicas para a juventude dentre outros assuntos, serão debatidos por cerca de 500 jovens oriundos de movimentos populares de diversos municípios paraenses.

Segundo o IBGE, censo de 2010, a juventude representa aproximadamente 23% da população paraense. Em destaque está a pluralidade social e cultural, por conta da diversidade étnica. São indígenas, quilombolas, afrodescendentes, ribeirinhos e urbanos. Outro dado que chama a atenção é que no Estado do Pará, cerca de 53% da população carcerária é constituída por jovens em 18 e 24 anos.

O evento também abordará os outros dois eixos temáticos: Rememorar os 180 da Cabanagem e promover espaços de troca de experiências e organização de movimentos sociais.

Um grande acampamento será montado na UFRA, ao modelo do Fórum Social Pan Amazônico que aconteceu no mesmo local em 2009. Durante o dia os participantes terão atividades como oficinas de Carimbó, teatro, percussão, fotografia, stêncil, rádio, customização, além de mesas redondas de formação política com o tema Juventude, Cultura e Revolução, atualidade da Cabanagem e os desafios da Juventude na Amazônia, rodas de conversação sobre as realidades dos movimentos populares, painéis e palestras sobre temas da juventude.

Texto: Karina Lopes.

 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *