Publicado em

Fundação Curro Velho celebra o Dia Nacional do Quadrinho

Para celebrar o Dia Nacional do Quadrinho, a Fundação Curro Velho promove nesta quinta-feira (30), às 19 h, na Casa da Linguagem um encontro com colecionadores, estudantes de Artes Visuais e profissionais da área, sobre quadrinho de humor e narrativas criativas. São convidados Paulo Emmanuel, Rosivaldo Pinheiro e Otoniel Oliveira, quadrinistas que ministram oficinas de quadrinhos e animação na instituição.

Os quadrinhos no Brasil têm mais de 100 anos de história compartilhada em páginas de antigos jornais e revistas, como a Tico -Tico, a primeira revista dedicada a quadrinhos, arte e literatura juvenil.

O Dia Nacional do Quadrinho surgiu em homenagem ao quadrinista Angelo Agostini, um italiano radicado no Brasil, criador da primeira história em quadrinhos brasileira: “As Aventuras de Nhô Quim ou Impressões de Uma Viagem à Corte”, uma tira publicada na revista Vida Fluminense, no dia 30 de janeiro de 1869.

O quadrinho é uma forma de leitura popular que começou a circular no Brasil no século XIX, por meio dos cartuns, charges e tiras de jornais. Em Belém, a Fundação Curro Velho oferece sistematicamente oficinas de história em quadrinhos e desenhos, gratuitamente, para alunos da rede pública de ensino. Neste ano, a instituição pretende retomar a Revista Pontapé, que mostra os resultados das oficinas de histórias em quadrinhos, estimulando o aluno a construir sua própria história, produzindo quadrinhos autorais.

Fonte: Agência Pará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *