Adolescentes que cumprem medidas socioeducativas fazem o Enem

Começou na tarde desta terça-feira (3) o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa no Estado. As provas foram aplicadas nas unidades de internação da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa). São 14 internos habilitados para o exame, entre meninos e meninas que cumprem medida socioeducativa de internação, semiliberdade e liberdade assistida.

São dois dias de provas, incluindo questões objetivas e a redação. A coordenadora do Núcleo de Educação Integral da Fasepa, Socorro Coelho, explica que o número de adolescentes participantes é maior que nos últimos anos. O interesse dos jovens em fazer a prova aumentou em função da busca por melhores oportunidades de trabalho.

“A maioria desses adolescentes chega às unidades após um longo período de evasão escolar, então é um avanço esses 14 fazerem a prova, porque fazia tempo que não havia tanto adolescente habilitado. Ainda não é o ideal, mas avançamos, porque eles também estão vendo a educação como importante para a profissionalização na vida deles”, diz a coordenadora, que ainda destaca o diálogo permanente com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) para um ensino diferenciado para os adolescentes privados de liberdade fundamental.

O segundo dia de prova prossegue na tarde de quarta-feira (4). O gabarito será divulgado no próximo dia 9. Quem alcançar a pontuação mínima exigida, receberá a certificação do ensino médio, além do direito de se inscrever no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), no particular, com as bolsas do Programa Universidade para Todos (Prouni), e no técnico, pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Hoje, a Fasepa está com 364 adolescentes internos, entre semiliberdade, internação e internação provisória.

Fonte: Agência Pará.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *