Casa Fora do Eixo Amazônia realiza campanha para incentivar a volta do Cordão da Bicharada

“A Bicharada quer voltar”, diz um post no Facebook. A manifestação cultural da vila quilombola de Juaba, no município de Cametá, região do Baixo Tocantins, tem mais de 40 anos e desde 2009 deixou de se apresentar. Para reviver essa tradição, a Casa Fora do Eixo Amazônia aposta na mobilização através das redes sociais, a partir de campanhas que visam sensibilizar, sob o alerta de que a manifestação pode desaparecer, e captar patrocinadores para a reestreia do grupo.

Muitos devem estar se perguntando, mas afinal o que é a Bicharada? A Bicharada é um cordão carnavalesco, criado pelo mestre Zenóbio, centrado na temática do meio ambiente, no qual são apresentados, em forma de bonecos, os animais que compõem a fauna da floresta amazônica. A iniciativa é uma forma de chamar a atenção dos brincantes e da sociedade, principalmente crianças e jovens, para os problemas causados pelo desmatamento das florestas. Durante as apresentações, os animais dançam ao som das tradicionais marchinhas de carnaval, compostas e tocadas pelo próprio grupo.

No entanto, há quatro anos, por falta de recursos financeiros, o grupo deixou de se apresentar. É aí que entra a Casa Fora do Eixo Amazônia, que ficou sabendo que as atividades do grupo estavam paradas, entrou em contato com o seu Zenóbio e ouviu do mestre que seu desejo era poder colocar o seu cordão na rua novamente. Teve início a mobilização em prol da volta da Bicharada. Divulgação nas redes sociais, buscas de parcerias e campanhas para arrecadação de verbas.

No site do EuPatrocino, por exemplo, existe uma campanha, no formato Crowdfunding para atrair patrocinadores. A campanha funciona da seguinte forma: os participantes adquirem cotas, disponíveis nos valores de R$ 20, R$ 50 e R$ 100, em troca de recompensas. Caso o projeto alcance seu valor mínimo, que é de R$ 1,500, ele é financiado, do contrário os participantes recebem seu dinheiro de volta. O valor arrecado será investido na confecção das fantasias dos participantes, através de oficinas para alunos de escolas públicas de Cametá e Belém.

A volta da Bicharada está marcada para o dia 27, durante o festival da cultura Juabense, que acontece entre os dias 26 e 28 deste mês. Por enquanto a mobilização é em torno da campanha. Para saber mais sobre o cordão da Bicharada assista abaixo o vídeo, disponível também na galeria do Portal Rádio Margarida, com o depoimento do mestre Zenóbio. Acesse ainda o site da EuPatrocino (acesse aqui) e contribua, não deixe essa manifestação da cultura amazônica desaparecer.

Waldeir Paiva- Rádio Margarida

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *