Protesto marca dia mundial da luta contra a AIDS em Belém

Para este dia 1º de Dezembro as instituições de apoio a portadores de HIV não planejaram nenhuma programação voltada à prevenção e aos riscos da AIDS no dia mundial de combate à doença. Desta vez, as instituições se uniram para protestar contra a a falta de políticas públicas em relação à doença.

“Todo ano fazíamos uma ação em conjunto com as coordenações de DST/Aids (com os órgãos de saúde dos governos Federal, Estadual e Municipal), mas esse ano resolvemos fazer diferente pois o número de óbitos ainda é grande”, conta Cledson Sampaio, coordenador do Fórum Paraense de ONG/AIDS.

Para Cledson, o ato público deste sábado é importante para mostrar à população a situação dos portadores de HIV no estado: “ainda tem muita gente morrendo por falta de medicação simples. Apresentaremos uma carta aberta à população, informando inclusive os números dos recursos acumulados que deveriam ser destinados à saúde pública, e não são.”

O ato deste sábado não é isolado. Vários estados do país realizam, no mesmo horário, ações de protesto cobrando atitudes das autoridades. Em Belém, o protesto se concentra na av. Presidente Vargas, em frente ao Bar do Parque, a partir das 9h da manhã.

Dia mundial da luta contra a AIDS

Oficializada em 1987, pela Assembleia Mundial a Saúde com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), e teve como objetivo reforçar a solidariedade com as pessoas portadoras do vírus HIV. Nesse dia em todo mundo diversas ações estarão sendo realizadas para falar sobre tratamento e prevenção da doença. Sendo assim o Estação Direitos dedicará seu próximo programa a debater esse assunto tão importante e que afeta muitos dos nossos adolescentes e jovens.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *