Rádio Margarida participa do programa Conexão Futura para falar de Violência Doméstica

Cena do vídeo produzido com bonecos

O diretor-geral e coordenador de arte da ONG Rádio Margarida, José Arnaud, participa, nesta terça-feira (26), do programa Conexão Futura, do Canal Futura.

Ele irá falar, via video-conferência, das ações da ONG no combate à Violência Doméstica. Em especial sobre o vídeo Violência Doméstica contra crianças e adolescentes, que faz parte do projeto de produções colaborativas coordenado pelo Canal Futura, e foi produzido pela Rádio Margarida.

De acordo com o coordenador, o tema, tem extrema relevância social, precisa ser amplamente debatido pela sociedade, e produções em audiovisual são sempre excelentes meios para compartilhar informações sobre o mesmo.

O vídeo
O vídeo produzido pela Rádio Margarida é focado no público infantil, com vistas a propiciar informações básicas para que os pequenos possam reconhecer situações de violações vivenciadas por elas mesmas ou por outras crianças. A obra se estrutura baseado em contações de história, uma linguagem bem próxima deste público e que facilita a abordagem sem apelos dramáticos que criem medo do tema ao invés de aproximar. Há ainda a presença de elementos do cotidiano das crianças, como os bonecos e as brincadeiras, que conduzem o expectador mirim ao seu próprio universo.

A Central
A Central de Produção em Rede é um espaço de produção audiovisual em rede promovido pelo Canal Futura, uma iniciativa para criar modelos de produção em diálogo com a sociedade civil, possibilitar o intercâmbio de narrativas e linguagens, além de contribuir para a sustentabilidade entre as instituições.

Integram esta rede organizações sociais de todo o Brasil, canais de televisão do campo público e a Fábrica do Futuro, que desenvolveu o PROAR – esta plataforma digital de trabalho criativo para formação, produção e difusão de conteúdos audiovisuais.

Serviço
O quê: Programa Conexão Futura
Quando: 26/06, 14h30, no canal Futura

Você pode assistir o programa pela internet aqui

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *