Bolsa de estudo para aluno de baixa renda do ensino fundamental gera debate na CE

A adoção de um sistema de bolsas de estudo em escolas privadas para estudantes de baixa renda dos níveis fundamental e médio foi ponto de controvérsia em audiência pública realizada pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) nesta quarta-feira (23). Defendeu a proposta o diretor executivo do Grupo Ibmec Educacional, professor Fernando Luís Schüler, destacando o Programa Universidade para Todos (Prouni) como um modelo a ser seguido.

O secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Antonio Cesar Callegari, condenou a ideia, entre outros motivos, porque entende que sua adoção provocará desperdício de investimentos acumulados na estrutura de ensino publico já existente e a indução da criação de novas escolas particulares. Segundo ele, o esforço que o país faria para garantir vagas nas escolas particulares seria o mesmo que precisa ser canalizado para a qualificação do ensino público nos níveis fundamental e médio.

A audiência foi proposta pela senadora Ana Amélia (PP-RS), com finalidade de debater as dificuldades que o país enfrenta para cumprir metas educacionais. Os trabalhos foram coordenados pelo vice-presidente da CE, senador Paulo Bauer (PSDB-SC).

Fonte: Agência Senado

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *