Pro Paz Santarém inicia processo de descentralização do serviço

A nova sede do Pro Paz no município de Santarém, inaugurada no último dia 08, responde a necessidade da descentralização dos serviços prestados pelo órgão na capital. O novo Pro Paz Baixo Amazonas está equipado para fazer acolhimentos, atendimentos periciais, médicos e psicossociais.

Durante a CPI da exploração sexual foi aprovada uma emenda prevendo a instalação de seis novos núcleos do Pro Paz em municípios paraenses, buscando suprir a necessidade de descentralização do serviço e dispor de atendimentos especializados em outras regiões do Estado.

Coordenadora do Pro Paz, Izabela Jatene, durante a inauguração da sede de Santarém

De acordo com a coordenadora do Pro Paz Integrado da Santa Casa, Eugênia Fonseca, além dos atendimentos prestados a crianças e adolescentes a nova sede está preparada para acolher mulheres vítimas de violência doméstica e sexual de acordo com a lei Maria da Penha. “O prédio foi adaptado existindo duas recepções diferenciadas para atendimentos à crianças e jovens e às mulheres”, explicou Eugênia Fonseca.

A primeira de seis novas sedes do Pro Paz dispõe de assistentes sociais, médicos legistas, psicólogos, delegados, escrivães e atenderá além de Santarém, municípios como Terra-Santa, Faró, Belterra, entre outros.

As outras cidades que receberão novas sedes do Pro Paz são Breves, Altamira, Marabá, Castanhal e Tucuruí que estão em processo de licitação e obras, mas ainda sem previsão de inauguração.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *