Projetos de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes do Brasil podem ser executados em El Salvador

Na última sexta (27), delegados de El Salvador e Brasil se reuniram em Brasília para avaliar o andamento do Projeto de Cooperação firmado entre os dois países (BRA/04/044), no dia 25 de agosto de 2011. O projeto diz respeito à troca de informações entre El Salvador e Brasil sobre tecnologias de combate à violência sexual de crianças e adolescentes.

Os técnicos salvadorenhos, responsáveis por entender a metodologia adotada nas campanhas relacionadas, avaliaram de forma positiva a agenda seguida em 2011 pela Secretaria de Direitos Humanos (SDH) e se mostraram satisfeitos com as informações transmitidas, por serem didáticas. A campanha “Não Bata, Eduque”, foi elogiada pela delegada Hazzel Romero, que indicou que esta, como outras práticas brasileiras, será levada para El Salvador.

Os técnicos, aproveitando a visita ao Brasil, conheceram a estrutura do Disque 100 e a metodologia do PAIR (Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento da Violência Sexual Infanto-Juvenil no Território Brasileiro).

Estiveram presentes na reunião o coordenador técnico do Pnevsca (Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes), Joacy Pinheiro, e o assessor internacional da SDH, Francisco George.

Fonte: Secretaria de Direitos Humanos

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *