Proposta quer dobrar valor da bolsa do Projovem

A Câmara analisa o Projeto de Lei 1940/11, do deputado Valadares Filho (PSB-SE), que aumenta a bolsa do Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem) dos atuais R$ 100 para R$ 200. O texto eleva também o número máximo de benefícios mensais que poderão ser pago por pessoa.

A proposta, que altera a lei 11.692/08, prevê que, na modalidade Projovem Urbano, poderão ser concedidas até 24 bolsas mensais – hoje o limite é de 20. No Projovem Campo – Saberes da Terra, o limite aumenta de 12 para 24 auxílios. E no Projovem Trabalhador, o beneficiário poderá receber até 12 bolsas mensais, em vez de seis, como determina a lei atual.

O Projovem pretende promover a inclusão social de jovens de 18 a 29 anos que não concluíram o ensino fundamental, buscando reinseri-los na escola e no mercado de trabalho.

Valadares Filho argumenta, porém, que mais tempo de estudo significaria melhor qualificação e mais chances de emprego para os jovens. “Tanto os valores quanto o período de concessão precisam ser ajustados”, defendeu.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *