Apenas 5% das crianças no mundo estão protegidas por leis contra a violência

A representante especial do Secretário-Geral da ONU sobre Violência contra Crianças alertou para o fato de que apenas cinco a cada 100 crianças no mundo estão protegidas por leis que proíbem todas as formas de violência.

Marta Santos Pais falou  à Rádio ONU, em Nova York, antes da assinatura de um acordo entre instituições internacionais para mudar esse quadro.

Recomendações

A base do pacto, assinado em uma declaração conjunta na sede da ONU é um estudo sobre violência contra crianças. O grupo deve dividir experiências, boas práticas e lições aprendidas na implementação das recomendações da organização.

Marta Santos Pais disse que a medida é um “marco histórico”.

Maus Tratos

“ Temos países onde a pena de morte dos jovens é ainda admitida. Temos países onde os maus tratos são utilizados como uma forma de disciplina na escola. Infelizmente, a violência ocorre em todas as circunstâncias em que as crianças se encontram. As crianças passam uma larga parte da sua vida dentro do recinto escolar, aí são vítimas de abusos verbais, físicos e maus tratos por parte de professores e pelo pessoal da escola, mas também são vítimas de abuso sexual.”

Entre as organizações que assinaram a declaração, estão o Comitê de Especialistas Africanos sobre os Direitos e Bem-estar das Crianças, o Conselho da Europa, a Liga Árabe e a Comissão do Mercosul.

Conhecimentos

Eles deverão compartilhar conhecimentos sobre os esforços regionais para proteger as crianças da violência, além de promover a cooperação.

Devem fazer parte das ações, parlamentares, sociedade civil, crianças, líderes religiosos, o setor privado e os meios de comunicação social.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *