Entidades se manifestam contra absolvição de Sefer

Diversas entidades e grupos que militam pela defesa dos direitos humanos se reuniram na tarde dessa segunda-feira, 10, para protestar contra a absolvição do ex-deputado Luiz Afonso Sefer da acusação dos crimes de exploração sexual e cárcere privado. Crimes pelos quais havia sido condenado anteriormente a 21 anos de prisão.

Estiveram presentes na coletiva dada à imprensa representantes da CPI do Tráfico de Pessoas do Senado Federal, representada pela Senadora Marinor Brito; a secretária executiva da Regional Norte 2 da CNBB, Orlanda Alves; a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal, Deputado Arnaldo Jordy; Comitê Estadual de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, Alessandra Clodovil; Fórum de Defesa da Criança e do Adolescente, Nazaré Sá; Sociedade de Direitos humanos -SDDH, Marco Apolo.

“É necessário valorizar as pessoas que são feridas às suas dignidades” explanou Orlanda Alves.

A senadora Marinor Brito ressaltou que o ex-deputado só não respondeu por mais crime, o de tráfico de pessoas, porque ainda não existe punição a esse ato na constituição brasileira.

O deputado Federal, Arnaldo Jordy destacou um dos detalhes do processo, que corre em segredo de Estado, que Luís Sefer também é acusado na Paraíba de pedofilia, e que o justiça paraense é ciente dessa acusação mas esse fato não pode ser incluindo nos autos do processo.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *