Ministério da Justiça pede atenção aos presentes para o Dia das Crianças

O Dia das Crianças – data bastante explorada pelo comércio de produtos infantis – está chegando e não faltam dúvidas na hora de comprar presentes. No caso de jogos eletrônicos e filmes, dois que estão na lista dos preferidos, o Ministério da Justiça classifica os conteúdos e assim auxilia adultos a tomarem a decisão entre as diversas opções para os pequenos. A Classificação Indicativa foi o instrumento criado para proteger crianças e adolescentes de conteúdos que envolvam violência, sexo e drogas.

O Ministério da Justiça analisa o teor de jogos, programas de TV e filmes. As faixas vão de livre, em que o conteúdo não expõe a criança a conteúdos potencialmente prejudiciais, até 18 anos, que pode conter conteúdo extremamente violento, cenas de sexo e tortura. Os selos com a informação da classificação estão impressos na caixa dos produtos e trazem, além da recomendação da idade, o tipo de conteúdo.

Na avaliação do secretário Nacional de Justiça, Paulo Abrão, é um direito saber que tipo de conteúdo está sendo oferecido e uma obrigação do vendedor prestar essa informação e impedir que crianças e adolescentes comprem jogos de classificação alta inadequada a sua faixa etária, sem a permissão dos pais.

Outra dica importante é observar se o brinquedo é original e se tem o selo de segurança do Inmetro, para garantir a segurança das crianças. Produtos piratas podem conter substâncias tóxicas ou pequenas peças que podem ser engolidas por crianças menores. Outros produtos como tênis e óculos escuros, por exemplo, podem causar danos à saúde.

Fonte: Ministério da Justiça

O programa Estação Direitos faz um programa especial para o Dia das Crianças e aproveita para falar sobre a exploração do consumo infanto- juvenil. O Estação Direitos está no ar todo sábado a partir das 09h, na Unama FM 105,5 MHz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *