Seduc investe em ações de combate à defasagem escolar no Pará

Com o objetivo de reduzir a defasagem de idade em relação à série em que alguns alunos encontram-se matriculados na rede pública estadual de ensino, como aponta os dados do Censo Escolar 2010, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) está implementando ações de curto, médio e longo prazo destinadas a minimizar o problema.

Na opinião da diretora da Educação Infantil e Fundamental da Seduc, Ana Cláudia Hage, a distorção idade-série, mais do que um problema educacional, é resultado de um problema social. “Aqui no estado do Pará, as escolas que apresentam os maiores índices desta distorção estão localizadas nas áreas periféricas ou nas zonas rurais. Muitas vezes o aluno abandona a escola e

parte para o trabalho infantil; quando retoma os estudos está com a série atrasada e a idade avançada”, explica.

Para mudar essa realidade, a diretora aponta como ação de curto prazo a continuidade das ações do projeto Aceleração da Aprendizagem nas escolas da rede estadual, que tem como proposta recuperar a trajetória dos alunos em situação de atraso, de 5ª a 8ª série do Ensino Fundamental, possibilitando avanços e reintegrando-os no percurso regular da educação básica.

O curso tem duração de dois anos, estruturado em oito módulos de disciplinas, com 400 dias letivos e totaliza 2.560 horas. Após este período, se aprovado, o aluno terá formação equivalente ao Ensino Fundamental de 5ª a 8ª série, com direito à continuidade dos estudos na educação básica. Ainda de acordo com Ana Cláudia, a Seduc está em processo de captação de recursos junto ao Ministério da Educação e Cultura (MEC) e outras instituições, a fim de expandir o projeto Aceleração da Aprendizagem, que hoje atende a 12 escolas da rede estadual, fazendo as adaptações que forem necessárias. O órgão estadual também pretende colocar em prática, a partir de 2012, ações que darão suporte ao projeto e contribuirão para redução da defasagem idade-série nas escolas estaduais.

Fonte: Agência Pará

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *