Pássaro Junino – cultura genuinamente paraense

As comemorações juninas não se resumem as quadrilhas ou comidas típicas, além dessa vasta programação anual, há também os Pássaros Juninos, a maior manifestação cultural paraense e pouco explorada nesse e em outros períodos do ano.

O Pássaro Junino ou Melodrama-Fantasia são encenações teatrais que contam histórias de conflitos familiares, vinganças, traições e dramas amorosos sem deixar de lado a parte cômica, cantos e danças do espetáculo, que datam desde 1900 no período da Bélle Époque, e em Belém existem vários deles.

Para Iracema Oliveira, coordenadora do Pássaro Tucano, do bairro do Telégrafo, o Pássaro é uma manifestação folclórica genuína de nossa região e que precisa ser preservada não só na quadra junina, mas em todo o ano.

Este ano o Tucano apresentará a peça “Meu grande pecado” de João Oliveira com adaptação da coordenadora. “O objetivo dessa manifestação é repassar a cultura principalmente para crianças e adolescente para que seja perpetuada” conta Iracema. Hoje o Tucano conta com cerca de 30 brincantes entre 5 e 60 anos que se dedicam às quartas, sábados e domingos para a melhor performance. O figurino é digno de peça de renome, são princesas, príncipes, condes e condessas, mas também tem os matutos, índios e feiticeiras para dar o ar cômico e fantástico que atrai crianças, jovens e adultos.

O apoio por parte das organizações governamentais ainda é pontual, segundo Iracema, o grupo não dispõe de espaço físico para ensaios e confecção dos adereços, isso dificulta mas não impede a vontade de trabalhar. “Faço isso pelo amor que meu pai me deu desde os 8 anos” relembra.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *