Funcap apresenta ações do Projeto Terra Viva para 2011

O “Terra Viva”, projeto de educação ambiental desenvolvido com jovens atendidos pela Fundação da Criança e do Adolescente do Pará (Funcap), apresentou na manhã desta segunda-feira (2), no auditório da instituição, em Belém, o plano de ações para 2011. Além de adolescentes, também participarão das atividades os familiares e servidores da Fundação.

Oferecer acesso à profissionalização e cidadania é o objetivo do projeto, que consiste no cultivo e manipulação de plantas medicinais, jardinagem, olericultura (produção de hortaliças), compostagem (produção de adubos orgânicos), viveiro de mudas e lapidação de gemas minerais.

O adolescente M.S C., 18 anos, que cumpre medida socioeducativa em unidade da Funcap há 11 meses, declarou ter grande expectativa com sua inclusão no projeto. “Espero aprender as técnicas para que, no futuro, possa praticar”, disse M.S., que cursa a quarta etapa (7ª e 8ª séries) na própria unidade e já participou de cursos profissionalizantes, como manutenção de computadores, pintura em tela e reciclagem de materiais.

Segundo a coordenação do projeto, as atividades do “Terra Viva” serão executadas em todas as 15 unidades de atendimento socioeducativo que a Funcap mantém na Região Metropolitana de Belém, e nos municípios de Marabá (região sudeste do Estado) e Santarém (no oeste).

Para a recém-inaugurada unidade do município de Benevides, a coordenação planeja uma ação mais ampla devido à dimensão do espaço, de 54 mil metros quadrados. Lá serão realizadas as atividades de paisagismo, jardinagem, olericultura, manipulação de ervas medicinais, compostagem, produção de mudas de essências florestais e criação de galinhas poedeiras e porcos. Hoje, os vegetais colhidos nas hortas das unidades que possuem espaços de cultivo já são consumidos pelos próprios internos da Funcap.

A equipe do projeto Terra Viva é composta por oito profissionais, das áreas de Engenharia Agrônoma e Pedagogia, além de técnicos em floresta, manipulação de ervas medicinais e jardinagem.

Fonte: Agência Pará

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *