UNIPOP mobiliza jovens para projeto Juventude Participação e Autonomia

O Instituo Universidade Popular (Unipop), convoca jovens para participar do projeto Juventude Participação e Autonomia. A idéia de desencadear um processo que articulasse juventude, participação e autonomia. Podem participar jovens na faixa etária de 15 a 24 anos, de diversos bairros e municípios da Região Metropolitana de Belém.

Com o objetivo de Contribuir para o empoderamento da juventude amazônica, fortalecendo e ampliando ações individuais e coletivas pela promoção e garantia de seus direitos. A quase onze anos de atuação com o segmento juvenil sentiu-se necessidade de ampliar e fortalecer o seu protagonismo para além dos espaços formativos e criar as condições possíveis para estendê-lo na comunidade onde moram, desenvolvendo ações efetivas de melhoria dessa comunidade, o projeto surgiu durante a realização do curso Cultura de Direitos e Participação Juvenil, oferecido pela UNIPOP.

Grupo formado pelos projetos anteriores

O projeto atende jovens de bairros periféricos da Região Metropolitana de Belém (Ananindeua/Distrito, Terra Firme,Telégrafo,Tapanã, Sacramenta, Pedreira, Marambaia, Guamá, Cremação, Cotijuba, Condor e  Benguí), na faixa etária de 16 a 24 anos, que saibam ler e escrever e demonstrem interesse em participar de processos formativos e junto às escolas públicas de vários municípios do Estado do Pará. A mobilização e formação se dá com adolescentes e jovens estudantes de 12 a 16 anos, que estão no Ensino Fundamental, para construção de COM-VIDAS (Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida na Escola – Agenda 21 na Escola). Sensibilizando-os ao desenvolvimento de uma consciência socioambiental e serem agentes pela defesa do meio ambiente.

O processo formativo do projeto criará um espaço de vivência para que os jovens compreendam melhor o sentido de suas ações e por meio dos estudos feitos, problematizaram situações observadas nas comunidades e o que poderia ser feito para que fossem solucionadas ou pelo menos enfrentadas. O exercício da problematização e da identificação de causa e efeito dos problemas nos bairros, leva a uma mudança qualitativa de atitude e de tomada de iniciativa tanto no planejamento quanto na execução das atividades e dos resultados obtidos.

A primeira lição aprendida nesse processo é perceber a importância de articular as dimensões política, pedagógica, ambiental e sociocultural contidas nesta proposta de formação, principalmente pela resposta imediata dos jovens quanto ao comprometimento, responsabilidade e doação para o sucesso coletivo.

A partir dessa percepção são realizadas oficinas sobre Elaboração de Projetos, que tem por objetivo fazer com que os jovens após analisarem uma situação-problema em sua comunidade se desafiassem a enfrentá-la, propondo ações concretas, via elaboração de um projeto coordenado por eles, mas envolvendo outras pessoas da comunidade. Alex complementa. “Os jovens dessas comunidades se disponibilizam a desenvolver um projeto e receber assessoria técnica da UNIPOP na elaboração e no monitoramento da execução, estimulando seu protagonismo”, explica o educador da UNIPOP, Alex Pamplona.

Jovens analisam e discutem as situações de suas comunidades

Segundo Alex a partir do intercâmbio entre os participantes dos projetos anteriores, novas idéias foram surgindo para mobilização de outros grupos/instituições e jovens de suas comunidades, visando agregar mais força na dinamização do trabalho e realização de ações concretas na comunidade. A proposta é realizar dois movimentos formativos: um com o grupo de lideranças no espaço da UNIPOP e outro com os grupos nas próprias comunidades, tendo o contexto local como referencial para o desenvolvimento dos processos formativos e as lideranças como coordenadores das ações.

Um outro processo de formação de jovens está relacionada á questão ambiental. Desde a primeira Conferência Infanto-juvenil pelo Meio Ambiente, a UNIPOP, em conjunto com outras ONGs e movimentos sociais e em parceria com a Secretaria Estadual de Educação coordenou a mobilização das escolas para participarem da Conferência. Da continuidade das conferências escolares, surge a COM-VIDA, que segue a orientação da Carta “Jovens Cuidando do Brasil”, confeccionada na I CNIJMA em 2003, dando voz à reivindicação infanto-juvenil por esse espaço.

Serviço:

As inscrições vão até Sexta feira, através do e-mail apamplona@unipop.org.br ou ligando aqui pra unipop 3261 4260 e 3223 1083.

O encontro de socialização do projeto com os participante será neste sábado, as 9h na sede da UNIPOP. Endereço: Av. Senador Lemos, 557 – entre D. Romualdo de Seixas e D. Pedro I – Próximo a praça Brasil.

1 pensamento sobre “UNIPOP mobiliza jovens para projeto Juventude Participação e Autonomia”

  1. Pingback: Tweets that mention UNIPOP mobiliza jovens para projeto Juventude Participação e Autonomia -- Topsy.com

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *