Publicado em

Programa Global de Enfrentamento da Violência Sexual: Pesquisadores apresentam primeiros resultados

O programa Child Protection Partnership (Parceria para a Proteção da Criança e do Adolescente), de combate aos crimes sexuais cometidos com a utilização das novas tecnologias, já rendeu os primeiros frutos. Desenvolvido em parceria por organizações do Canadá e do Brasil, o projeto, que começou a ser implantado este ano, no Brasil e na Tailândia, está ouvindo cerca de 350 crianças brasileiras para saber como elas utilizam a internet, o quanto estão expostas a ações de abusadores e quais são as suas sugestões para a promoção do uso ético e seguro da rede mundial de computadores. Com apoio de organizações como o UNICEF, a Agência Canadense de Desenvolvimento Internacional, a Microsoft, o Instituto WCF e a ONG Safernet Brasil (de prevenção e combate aos crimes cibernéticos), o programa está atuando no Maranhão, em São Paulo e em Santo André, ouvindo meninos e meninas em situação de vulnerabilidade. A ideia é investir principalmente na prevenção, a partir da contribuição das próprias crianças. Elas participarão de todas as etapas do projeto, inclusive da fase de elaboração de propostas e execução dessas ações. Os coordenadores do projeto deverão apresentar, no próximo ano, um conjunto de proposições para tentar melhorar a legislação em torno do assunto. A intenção do projeto, que em 2010 será expandido para outros estados brasileiros, é trabalhar em vários setores, coordenadamente, para enfrentar com mais rigor os crimes sexuais cometidos com a ajuda da internet. A iniciativa está sendo desenvolvida, aqui no Brasil, em parceria com ONGs, governos em suas três instâncias, Polícia Federal, Ministério Público e instituições como a Associação Brasileira de Magistrados, Promotores e Defensores Públicos da Infância e da Juventude (ABMP). O programa quer, também, criar um núcleo de políticos internacionais engajados nessa causa para que aumentem seu poder de influência perante os governos e sociedades e, dessa forma, ajudem na tarefa de melhorar as políticas públicas de prevenção e enfrentamento da questão. O projeto prevê ações educativas nas escolas e no sistema de saúde e pretende envolver, em médio prazo, todo o Sistema de Garantia de Direitos da Infância e da Adolescência na missão de prevenir e combater esses crimes. Fonte: SOS Criança e Adolescente Quer saber mais sobre os perigos da Internet, assista ao vídeo Perigos da Internet e ouça o spot Cuidados na Internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *