Posted on

Pará está entre os dez estados que mais denunciam violência sexual contra crianças e adolescentes

disque100O Pará é o décimo estado do Brasil com maior número de denúncias de exploração sexual de crianças e adolescentes. Foram 167 casos registrados somente neste ano, e 800 vítimas que receberam atendimento no Pro Paz.
Estupro, abuso, tráfico ou exploração sexual de crianças e adolescentes são crimes. Dados do Disque Denúncia revelam que só no primeiro trimestre desse ano foram 4.580 casos registrados no país. Os números indicam que a maioria dos casos ocorrem em municípios de regiões portuárias, onde é mais difícil o fortalecimento de ações de combate a exploração sexual.
Por isso, o Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedeca) lança nova campanha de combate a exploração sexual, voltada principalmente aos municípios ribeirinhos. Kits podem ser produzidos por parceiros que quiserem entrar na luta pela conscientização e incentivar a denúncia desses crimes.
“A gente percebe que há um aumento de denúncias, principalmente na ilha do Marajó. Às vezes, o crime não chega nem a ser notificado, acaba ficando naquela comunidade. A população se cala por medo”, explica a coordenadora do Cedeca, Alessandra Cordovil.
Quanto mais solidariedade, mais a sociedade derruba o preconceito social com vítimas de violencia sexual. “A família diz que a criança ou o adolescente estava usando uma roupa muito curta, que a criança tinha um comportamento desajustado que atraía a atenção dos homens, isso não é real, é social, histórico, e foi construído de maneira errada”, diz a psicóloga do Pro Paz, Ana Júlia Moreira.
Se você quiser denunciar esse tipo de crime, é só ligar para o disque 100.

Rádio Margarida com informações do G1 Pará

Posted on

Comitê realiza oficina de enfrentamento à violênia sexual contra meninos e meninas

DSC_0057O Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes do Pará realizou, nesta quarta-feira, 20, no auditório do Ministério Público, em Belém, uma oficina de combate ao abuso e exploração sexual contra meninos e meninas. A programação, destinada principalmente aos agentes do sistema de garantia de direitos das regiões Metropolitana e do Guamá, teve como objetivo mobilizar esses agentes para a criação dos planos municipais de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes. Estiveram também presente durante todo o evento, representantes dos municípios de Breves e Paragominas, Cametá, Marabá,Tailândia,Santa Cruz do Ararí e também jovens do Movimento República de Emaús. De acordo com os organizadores da oficina, a participação de adolescentes e jovens é importante nesse tipo de mobilização por estimular o protagonismo infanto-juvenil.

Durante a programação foi apresentado o Plano Estadual, elaborado por representantes de instituições que fazem parte do Comitê. O Plano foi apresentado pela coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude do Ministério Público, Drª Mônica Freire e pela delegada da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis da Polícia Civil, Simone Edoron, que mencionaram as dificuldades, mas também os pontos positivos encontrados na elaboração do documento. Após a apresentação, os participantes puderam fazer perguntas sobre a confecção do Plano Estadual, assim como sobre suas diretrizes. Também foi convocada a fazer parte da mesa de apresentação, a representante do ponto focal jovem do Comitê, Layane Silva.

A segunda mesa, intitulada “Fortalecendo a Rede Local de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes” teve como facilitador o Promotor de Justiça da Infância e Juventude de Ananindeua, Dr. Carlos Eugênio Rodrigues dos Santos. Também durante esta mesa houve espaço para debate com o público e esclarecimento de dúvidas.

No período da tarde, foi realizada a terceira mesa intitulada “Como se constrói um Plano de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes”, com Genésio Oliveira, do Centro de Assistência Social La Salle e membro da Comissão Municipal de Enfrentamento da Violência Sexual de Altamira. Genésio utilizou como exemplo na sua fala a experiência na construção do Plano Municipal de Altamira e detalhou os passos que foram seguidos para a elaboração do plano naquele município. Após a mesa três houve a divisão dos grupos para a parte prática da oficina.

Os participantes foram divididos em dois grupos onde foi utilizada a metodologia de construção conjunta para um plano municipal, onde ao mais e 25 municípios exercitaram em conjunto a construção dos 6 eixos do plano.

Ao final da oficina a avaliação dos participantes foi excelente, relatando a importância de um evento desta natureza para dar suporte aos municípios na construção do Plano municipal de enfrentamento a violência sexual contra crianças e adolescentes, bem como para a garantia de direitos de crianças e adolescentes.

Posted on

CREAS de Icoaraci realiza programação contra o abuso e exploração sexual de meninos e meninas

F_BO CREAS de Icoaraci realiza, nesta quinta-feira, 21, uma programação alusiva ao Dia Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. A ação será realizada na Praça da Bíblia, em Icoaraci, das 09 às 12 horas. Confira:

A FUNDAÇÃO PAPA JOÃO XIII, POR MEIO DO CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL – CREAS JOSÉ CARLOS PACHECO DIAS E A REDE INTERSETORIAL DE ICOARACI  convidam para a programação alusiva ao Dia Nacional de Enfrentamento a Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, com o Tema: “DIA D conhecer para combater a violência sexual contra crianças e adolescentes no Distrito de Icoaraci”.

Data: 21 de maio de 2015 Hora: 09 às 12 horas.
Local: Praça da Bíblia – Frente à Agência Distrital de Icoaraci.

PROGRAMAÇÃO
• Abertura do Evento – Esclarecimento a população do objetivo e a importância de todos no enfrentamento a este tipo de violência – CREAS e ADIC
• Apresentação: Grupo Musical ARACÊ – Centro Social Stª Edwiges
• A Rede Intersetorial no Enfrentamento: FUNPAPA e Conselho Tutelar
• Apresentação: Teatro de Bonecos Humanos – Comunidade Cristã do Brasil – CCB
• A Rede Intersetorial no Enfrentamento: Área da Justiça
• Apresentação: Hip – Hop – Estilo Belém MHPO
• A Rede Intersetorial no Enfrentamento: Área da Saúde
• Apresentação: Teatro de Fantoches
• A Rede Intersetorial no Enfrentamento: área da Responsabilização
• Apresentação: Grupo Musical ARACÊ

Teremos também: Brinca Belém; Espaço Literário; Pintura Facial; stand para a divulgação dos serviços entre outras programações pedagógicas, artísticas e culturais.
Realização CREAS ICOARACI e Rede Intersetorial de Icoaraci

Posted on

Jovens do CRAS Arapari gravam canção contra abuso e exploração sexual

fb_cras_arapariJovens do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) de Arapari, Barcarena, fizeram uma gravação especial da música da campanha contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Nos CRAS, os jovens participam de orientações e oficinas de inclusão digital, música, artesanato e de atividades esportivas. Atualmente, o CRAS de Ararapari trabalha diretamente com 50 adolescentes, 50 crianças, além de 38 idosos. Para a gravação, a equipe contou com o apoio do estúdio Aliança Gravações e da Secretaria de Assistência Social de Barcarena.

Ouça agora como ficou a gravação.

 

Waldeir Paiva com informações do CRAS de Arapari

Posted on

Rádio Margarida participa de programação em Nova Esperança do Piriá

A ONG Rádio Margarida vai participar, nesta segunda-feira, 18, de uma programação a respeito do enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes no município de Nova Esperança do Piriá, no nordeste paraense. A mobilização, realizada pelo Centro de Referência Especializado em Assistência Social de Nova Esperança do Piriá, terá uma caminhada pelas ruas da cidade e apresentação de ato-show sobre o abuso e exploração sexual de meninos e meninas.

A caminhada está programada para ocorrer a partir das oito horas da manhã e vai contar com a participação da boneca Celinha da Rádio Margarida, além de alunos de escolas do município. Já a partir das 18:30, na praça central da cidade, haverá um ato-show, também da ONG Rádio Margarida, com a apresentação da peça “Super ECA, o herói da criança e do adolescente” que vai abordar a exploração sexual como uma das piores formas de exploração do trabalho infantil.

Posted on

Comitê realiza oficina para elaboração de planos municipais

ADESIVO COMITEO Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes do Pará realiza, no próximo dia 20, uma oficina como parte da programação em alusão ao 18 de Maio, Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O objetivo da oficina é incentivar a reflexão sobre a corresponsabilidade público-privado na construção dos Planos Municipais de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

A meta da oficina é atingir entidades e órgãos das microrregiões Metropolitana e do Guamá (Conselhos tutelares, conselhos de direitos, instituições da sociedade civil, CRAS e CREAS, dentre outros) . Inicialmente a programação contará com três mesas, a primeira delas vai apresentar o Plano Estadual, construído por meio da mobilização do Comitê com entidades da sociedade civil e órgãos do governo. A segunda mesa vai abordar o fortalecimento da rede de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes no Pará. A terceira tratará dos passos a serem seguidos para a elaboração dos planos municipais. Finalizando, haverá a divisão de grupos, por microrregião, para a produção do modelo de um plano municipal de acordo com as discussões da oficina.

As inscrições devem ser feitas online e são gratuitas (Cliquei aqui e faça sua inscrição). A programação será realizada no Auditório Natanael Cardoso Leitão, no prédio do Ministério Público, localizado na rua João Diogo, n° 100, Cidade Velha, no horário das 08:00 às 18:00 h.

Waldeir Paiva – ONG Rádio Margarida

Posted on

SDH/PR lança campanha do Dia Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes

F_BCom o lema “Faça bonito. Proteja nossas crianças e adolescentes”, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) dá início à campanha do “18 de Maio – Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”. O objetivo principal é mobilizar a população para o enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes.

O ministro da SDH, Pepe Vargas, participará do lançamento oficial, programado para o dia 18 de maio, no Parque da Cidade, no estacionamento do Parque Ana Lídia, em Brasília DF.

Para a mobilização geral do 18 de Maio também está previsto seminário no dia 19, no auditório da SDH, em Brasília. O encontro é destinado a profissionais e gestores que atuam nas redes de proteção a crianças e adolescentes com direitos violados. As inscrições para o seminário devem ser encaminhadas para o endereço 18demaio2015@gmail.com, indicando nome, órgão, função e contatos, até a data de 14 de maio de 2015. As vagas são limitadas.

A mobilização é realizada pelo Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, com apoio da SDH, de organizações da sociedade civil e demais órgãos de governo membros da Comissão Intersetorial de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

Estados e municípios participam das mobilizações em torno da data. Serão realizadas palestras, seminários, workshops, caminhadas, entre outras atividades para conscientizar a população sobre a importância da defesa de crianças e adolescentes contra a violência sexual.

Histórico – A data foi escolhida porque em 18 de maio de 1973, em Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Crime Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas 8 anos de idade, que foi raptada, drogada estuprada, morta e carbonizada por jovens da classe média alta daquela cidade. Esse crime, apesar de sua natureza hedionda, prescreveu impune. A data ficou instituída como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000.

Material de divulgação da campanha – é composto por cartazes, banners, bonés, camisetas, sacolas, TVzinhas e adesivos. Eles podem ser acessados aqui.

 

Programação da mobilização geral para o Dia 18 de Maio
Ato/Show pela Vida contra a Violência

Data: 18 de maio

Horário: 9h às 12h

Local: Parque da Cidade, Estacionamento do Parque Ana Lídia/ Brasília DF.
Seminário Nacional sobre Atendimento a Crianças e Adolescentes em Situação de Violência Sexual

Data: 19 de maio

Horário: 8h às 18h

Local: Auditório da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), Brasília DF.
Cerimônia Nacional em Alusão ao 18 de Maio

Data: 20 de Maio de 2014

Horário: 9h às 12h

Local: Câmara dos Deputados- Salão Negro – Congresso Nacional – Esplanada dos Ministérios/Brasília-DF

Fonte: 

Posted on

Audiência Pública vai abordar a violência e a exploração sexual contra crianças e adolescentes em Breves(PA)

001A Câmara de Vereadores de Breves(PA) sedia no dia 29 de abril, a partir das 8h, uma audiência pública que vai abordar uma das violações de direitos que mais atingem meninos e meninas no município: a violência sexual. A iniciativa é do Ministério Público, por meio da Promotoria de Justiça de Breves, e tem apoio do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude do Ministério Público.

Na programação será exibido um vídeo produzido pela ONG Rádio Margarida sobre o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes. Também será exposto o Plano Estadual de Enfrentamento e serão feitas recomendações aos donos de barcos, que costumam ser espaços onde meninas e meninos são abusados.

Programação

8h00 – Credenciamento

8h30 – Cerimônia de Abertura

Guilherme Chaves Coelho – Promotor de Justiça de Breves, em exercício.

Emério Mendes Costa – Promotor de Justiça de Breves, em exercício.

9h15 – Exposição do Vídeo acerca do abuso e exploração

sexual de crianças e adolescentes na região do Marajó

Representante da Rádio Margarida.

9h45 – Exposição do Plano Estadual de Enfretamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes

Dra. Mônica R. M. Freire

Promotora de Justiça / Coordenadora do Centro de Apoio Opercacional da Infância e Juven-

Juventude.

10h00 – Exposição da Recomendação aos proprietários de embarcações que trafegam pela região do Marajó.

Dr. José Carlos Azevedo – Procurador do Trabalho

10h15 – Manifestação dos representantes da sociedade

12h00 – Respostas dos Representantes dos Órgãos Públicos

11h30 – Manifestação dos Representantes da Sociedade

13h00 – Encerramento da Audiência Pública

Fonte: Agenda Criança Amazônia