Conferência debate protagonismo infanto-juvenil

Iniciou neste domingo, 24, em Brasília, a 10ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. O objetivo do evento é reunir representantes de todo o Brasil para debater e formular políticas públicas direcionadas á área da infância e adolescência. Uma delegação formada por 30 integrantes, dos quais 10 são crianças e adolescentes, representa o Pará na Conferência.
capaNa mesa de abertura deste dia 25, cujo tema foi “A democracia, os direitos humanos e as crianças e adolescentes”, os convidados abordaram como a ausência da democracia pode inviabilizar a concretude dos direitos humanos e consequentemente os direitos das crianças e dos adolescentes. Um dos convidados foi o professor da Universidade Federal do Pará (UFPA) Assis de Oliveira, ele tratou do quão é importante que meninos e meninas exerçam a democracia por meio do protagonismo infanto-juvenil nos locais de tomada de decisão.
Antes da mesa de abertura, os meninos e meninas do G38, que é um grupo formado por crianças e adolescentes dos quatro cantos do país, realizaram um ato para fortalecer e ampliar o protagonismo infanto-juvenil. Para o adolescente Rodman Silva, que representa o Pará e a região Norte no G38, é necessário fazer com que as instituições estejam abertas a participação infanto-juvenil para que crianças e adolescentes se empoderem na luta pela conquista e garantia de direitos.
A 10ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente ocorre juntamente com a 12ª Conferência Nacional de Direitos Humanos, a 4ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, a 4ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência e a 3ª Conferência Nacional de Políticas Públicas de Direitos Humanos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – LGBT. O objetivo das Conferências Conjuntas é a ligação entre a democracia e os direitos humanos, por meio da participação social. O desafio é construir políticas públicas que integrem as demandas específicas de cada grupo.
As crianças e adolescentes paraenses delegados na Conferência são: Mateus Alves dos Santos (Conceição do Araguaia), Erisvan Nunes Costa (Marabá), Ramissés Jander Gomes Ribeiro (Óbidos), Maria Eduarda Leite Nonato (Novo Repartimento), Juliane Cristine Moreira Santos (Belém), Elielton Costa Silva (São João de Pirabas), Thuane Raissa da Conceição da Costa (Inhangapi), Valéria Souza Leal (Rondon do Pará), Janaina dos Santos Ferreira (Acará), Paulo Ricardo de Oliveira Brito (Brasil Novo).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *